segunda-feira, 1 de junho de 2009

Leituras obrigatórias para um bom soldado (nº 1)

Vou começar indicando um artigo que saiu semana passada, no Blog Abafos e Desabafos, do meu nobre irmão de armas e amigo pessoal, Luís Guilherme, e que é o artigo que me motivou nesse exato momento a estudar para o Concurso Público da UFCG ainda esta noite, depois que sair daqui. O título é "Testemunha sem acusação" - não entendi porque, mas o Luís tem dessas coisas; senão não é Luís! - e trata de virtudes. Especialmente, o artigo trata do crescimento - com princípios aplicáveis a tudo na vida: profissional, moral, espiritual, musculação até... - e sua tese fundamental é a de que a perseverança e o martírio constroem o homem sério, destes que Cristo realmente precisa em seu Exército. Leiam! Obrigatório mesmo!

No Deus lo Vult, um dos melhores Blogs católicos que conheço, do meu nobre amigo Jorge Ferraz, que tive a honra de conhecer pessoalmente e missionar lado a lado, após várias batalhas na internet, trouxe uma denúncia que já veiculei aqui por meio de um comentário, sobre o caso da Psicóloga Rozangela Justino, que, por ajudar homossexuais a se curarem, está sendo processada (pasmem! pasmem! pasmem!). É, como disse meu amigo no título do artigo, a Gaystapo em ação! Leiam e fiquem cientes dos estratagemas usados pelos ativistas gays - e imaginem como isto vai ser se for aprovada a perseguidora e totalitária Lei da Mordaça Gay (PL 122/2006) que o Governo Federal quer enfiar garganta abaixo nos brasileiros!

Saiu ontem no Blog Acarajé Conservador uma ótima análise da obra de Shakespeare sob uma ótica cristã e conservadora; o artigo, intitulado "Shakespeare, uma caminhada espiritual", de autoria do meu caríssimo amigo e irmão na Fé, Pedro Ravazzano, aborda com maestria a obra "Otelo, o Mouro de Veneza". Pedro mostra como, em Otelo, Shakespeare se opõe ao discurso secularizador do Renascimento e adota uma visão de mundo integral, segundo a perspectiva medieval e cristã, que encara o universo e a vida sempre diante de Deus. O autor aborda as alegorias na obra de Shakespeare, o real significado dos personagens da obra, as referências à Bíblia e à Doutrina Cristã em Otelo... enfim, leitura recomendadíssima para quem gosta de literatura e arte e não suporta a pseudo-arte moderna e os fiacos literários anticristãos publicados atualmente como a última palavra em literatura. Além de ser uma ótima análise para um cristão e conservador, a quam a cultura geral é indispensável na luta contra as engrenages do modernismo e do marxismo cultural.

No Site Veritatis Splendor foram publicados magníficos artigos semana passada, e perdi a oportunidade de anunciá-los aqui naquela ocasião (mea culpa!).

Para começar, um ótimo artigo sobre homossexualismo, de autoria do meu caríssimo irmão Emerson Oliveira, intitulado "A maneira de evitar o laço do homossexualismo", onde o autor aborda as causas psicológicas e como lutar para reverter o homossexualismo - boa leitura para o anônimo que tem comentado aqui sobre ser "preconceito" a afirmação de que o homossexualismo pode ser revertido.

O Veritatis também acaba de publicar a tradução (por nosso irmão Rondinelly Ribeiro, o Rondi) do livro de Joel Peters "Somente a Escritura? - 21 Razões para rejeitar a Sola Scriptura", muito bom para quem queira entender o absurdo da doutrina protestante da "Sola Scriptura" - como se não houvesse nada mais além da Bíblia - e porque a Igreja Católica crê também na Tradição, naquela pregação oral dos Apóstolos, conservada na Igreja, além da Escritura - até porque a Escritura, antes de ser escrita, foi pregada oralmente! O próprio São João diz que nem tudo está escrito (cf. João 21,25). Mas não vou tirar o gostinho da leitura. Quem quiser entender melhor a questão, leia a obra. Leitura indispensável para conversar com protestantes!

Outro artigo interessante é o do meu querido Renato Rosman, respondendo a uma questão de um leitor. São aquelas questõezinhas agudas que normalmente surgem e alfinetam nossa mente por dias à fio! No caso em questão, sobre o Big Bang e sobre a mulher e os filhos de Caim. Quem queira, desde já, ter uma resposta para isso antes que lhe surjam as dúvida, indico a leitura; e quem, já tendo a dúvida, queira saná-la, indico também!

Por último - apesar de salientar que todos os artigos são indicados, mas detenho-me nos mais relevantes - indico o artigo do meu caro amigo e irmão de Apostolado, companheiro nas letras jurídicas, Rafael Vitola Brodbeck, sobre as orações em línguas da Renovação Carismática. O Veritatis tem bons motivos, como já os condensou o nosso Diretor e Fundador, Prof. Alessandro Lima, no sue e-book "O Dom das Línguas", para acreditar que "xalandricá" da RCC não é o verdadeiro dom de línguas, mas apenas uma simulação emocionalmente forçada do mesmo. Este artigo do Vitola vem fechando um trio de artigos sobre o tema - os outros são de Emerson de Oliveira e Pedro Ravazzano.

Enfim, são estes os artigos que gostaria de indicar! Leituras muito boas para um bom cruzado da fé.

En Garde, soldat!

Nenhum comentário:

Postar um comentário