quinta-feira, 9 de julho de 2009

Dois Padroeiros - Duas linhas de frente

Acabo de colocar no campo lateral do Blog En Garde! os dois padroeiros do Blog: São Josemaría Escrivá, o Fundador do Opus Dei, e São Thomas More, Mártir inglês, declarado pelo Papa João Paulo II "Patrono dos Estadistas e Políticos", sobre quem já escrevemos aqui.

A escolha destes dois padroeiros foi bastante natural. São duas grandes devoções particulares, que me vieram à mente instantaneamente quando pensei sobre quem seria o padroeiro do Blog. Falha minha ter escolhido os padroeiros tão tarde, quando devia ter sido uma das primeiras coisas a fazer. Mas lembro-me que uma das primeiras postagens foi exatamente sobre São Thomas More - nada mais natural que clamássemos seu patrocínio sobre o En Garde!, portanto.

Mas a escolha destes dois grandes santos revela também duas linhas de frente do En Garde!

Primeiro, São Josemaría Escrivá, Fundador do Opus Dei, santo homem cujos ensinos me influenciam diretamente a vida de cristão. São Josemaría era homem de profundo coração, cujo Cristianismo impregnara-se no mais íntimo do ser. Ele tinha um sonho: homens e mulheres se santificando dia após dia, cada qual em seu estado - santos e santas em meio ao mundo!
"Tens obrigação de santificar-te. - Tu também. - Alguém pensa, por acaso, que é tarefa exclusiva de sacerdotes e religiosos? A todos, sem exceção, disse o Senhor: 'Sede perfeitos, como meu Pai Celestial é perfeito'", ensinava (Caminho, n.291).
Sua principal obra, Caminho, best-seller no mundo inteiro, com mais de 4,2 milhões de exemplares vendidos, em 42 línguas diferentes, começa logo assim:
"Qua a tua vida não seja uma vida estéril. - Sê útil. - Deixa rasto. - Ilumina com o resplendor da tua fé e do teu amor. Apaga, com tua vida de apóstolo, o rasto viscoso e sujo que deixaram os semeadores impuros do ódio. - E incendeia todos os caminhos da terra com o fogo de Cristo que levas no coração" (n.1).
É a este mandato - que não é de São Josemaría, mas do próprio Cristo - que o En Garde!, dentro das limitações do seu miserável autor, deseja responder.

E, para isto, quem melhor para espelhar-se que São Thomas More? Este grande homem abriu mão de todas as honras mundanas, de todo respeito humano, para entregar-se a Cristo e sua Igreja. E morreu por eles! Foi decapitado em 1535, por não aceitar que o Rei Henrique VIII usurpasse o título de chefe da Igreja de Cristo na Inglaterra, que só cabe ao Papa, Vigário de Nosso Senhor.

São Thomas More encarna radicalmente o espírito do martírio e da entrega integral a Nosso Senhor Jesus Cristo. Por amor a Cristo, à Igreja e ao Papa, desama-se a si próprio, aliena-se totalmente de si mesmo, e assim descobre o verdadeiro sentido do viver. A ele, São Josemaría Escrivá diria:
"Paradoxo: para Viver é preciso morrer" (Caminho, n.287).

"Se és apóstolo, a morte será para ti uma boa amiga que te facilita o caminho" (n.735)

"Aos 'outros', a morte os paralisa e assusta. A nós, a morte - a Vida - dá-nos coragem e impulso. Para eles, é o fim; para nós, o princípio" (n.738).
São Thomas More provou todas estas palavras com seu sangue, atestou-as com o carimbo de seu martírio glorioso, com o sangue que escorria de sua cabeça para fora arrancada - por Amor a Cristo, para Viver.

A São Josemaría - e a todos nós - São Thomas More responderia, como fez a sua filha:
"Não pode acontecer nada que Deus não tenha querido. Ora, tudo que ele quer, por pior que possa parecer-nos, é o que há de melhor para nós" (Apud Catecismo da Igreja Católica, n.313).
É este desejar ser católico realmente, é este desejar entregar-se integralmente a Cristo, ser apóstolo e cruzado de Nosso Senhor, um soldado sempre em guarda, pronto para a batalha, que quer inspirar o Blog En Garde! e o seu autor, esse miserável pecador que confia, contudo, na proteção destes valorosos santos e crê na providência de Nosso Senhor Jesus Cristo para assim poder desempenhar algum digno trabalho - por menor que seja.

E esta postagem, mais que todas as outras até agora, concluímos orgulhosamente com o nosso grito de todos os leitores conhecido:

En Garde, soldat!

2 comentários:

  1. Guilherme Bessoni10 de julho de 2009 10:05

    Estejamos no campo de batalha sob a proteção de tão grandes santos!

    En Garde, Soldat!

    ResponderExcluir
  2. En Garde!

    Que São Josemaría e São Thomas More intercedam por nós!

    []s!

    ResponderExcluir