quinta-feira, 9 de julho de 2009

Ecclesia Dei. G8 e o Papa.

- Ontem, 08 de Julho, o Papa promulgou o Motu Proprio Ecclesiae Unitatem, que reforma a estrutura da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei, aquela criada pelo Papa João Paulo II para auxiliar os membros da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, fundada por Mons. Marcel Lefebvre, a retornarem à comunhão plena com a Igreja Católica. Na reforma da Comissão, Bento XVI uniu-a intrinsecamente à Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, transformado o Prefeito da Congregação (o Cardeal William Joseph Levada) em Presidente da Comissão. O objetivo de Bento XVI com isso é estimular o debate com os lefebvristas sobre pontos espinhosos do Concílio Vaticano II, como se propôs quando levantou a excomunhão dos quatro Bispos da FSSPX, em janeiro passado. Com este debate o Papa visa a esclarecer as principais questões sobre o Concílio e ajudar a lê-lo de acordo com a hermenêutica da continuidade e à luz de toda a Tradição da Igreja. Leiam o que escrevi a respeito em Direto da Sacristia.

- Na semana em que publicou sua Encíclica social, Caritas in Veritate, um grandioso documento que sem dúvida influenciará nações e gerações, o Papa Bento XVI encontra-se com vários líderes mundias reunidos na Itália para a cúpula do G8. Em suas audiências particulares, Bento XVI tem aconselhado os líderes com respeito à crise mundial e como vencê-la amparados na moral e na verdade, na esteira de seus ensinamentos na Encíclica Caritas in Veritate. A grande expectativa, contudo, é o encontro de Sua Santidade com Barack Obama, o Presidente dos EUA, sobre o qual falará francamente a respeito, não só da crise, mas de temas sobre os quais todos conhecem a disparidade extrema entre Obama e Bento XVI: aborto, gayzismo, manipulação de embriões, objeção de consciência. Leiam o que escrevi sobre em Direto da Sacristia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário