segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Curtas diversas - Lula e os governos criminosos. Terremoto no Haiti e Dilma. Cordero, Battisti e a moral dúbia.

- "Lula não deveria se unir a governos criminosos", é o recado da Nobel da Paz iraniana Shirin Ebadi [foto], segundo veicula O Estadão. "Será que ele [presidente Lula] não vê o que está acontecendo nas ruas de Teerã? Como pode fazer amizade com um governo que mata seus jovens e estudantes, sua gente?", pergunta Ebadi. Eu compartilho inteiramente do escândalo da Nobel da Paz diante da amizade realmente vergonhosa entre Lula e Ahmadinejad. Mas não compartilho de nenhuma surpresa. Afinal, Lula sempre foi amigo e andou com totalitários - ele próprio é um totalitário. Lula é amigo pessoal e defensor público de Fidel Castro e de Raúl Castro, que já mataram mais de 17 mil nos paredóns de Cuba. Lula é amigo pessoal de Chávez, que já matou milhares em perseguições no seu país e no favorecimento subversivo das FARC. Lula mesmo, como Olavo de Carvalho constantemente denuncia e as atas do Foro de São Paulo provam, é amigo envolvido até o pescoço com as FARC, e por isso se recusa a condenar esta milícia fascínora como terrorista, insistindo em qualificá-la de "movimento político-social". Qual a surpresa, pois, que Lula tenha amizade com o terrorista anti-semita e anticristão do Ahmadinejad? É escandaloso? É! Mas não é surpreendente. Lula é totalitário, e como "bom" totalitário tem amigos totalitários. Às perguntas da Sra. Ebadi, respondo: Lula vê todas as mortes no Irã, como vê em Cuba e na Venezuela; mas ele simplesmente não liga para isso e se pudesse faria o mesmo no Brasil, contra todos os opositores da sua utopia comunista. As palavras de Ebadi deveriam ser repetidas a altos brados do alto dos telhados:
"Me surpreende que o Brasil... (Ela faz uma pausa, depois, segue exaltada) Será que o povo brasileiro sabe o que o governo iraniano faz nas ruas ou às escondidas? Será que não se pergunta porque seu governo despreza as violações dos direitos humanos no Irã? Me entristeceu muito ver o presidente Lula reconhecer publicamente a vitória de Ahmadinejad para um segundo mandato tão rapidamente. Como pôde fazer isso? Como seu presidente pode se unir a um governo que tortura e mata seus estudantes e jovens, sua gente nas prisões, oponentes e minorias? Diga aos brasileiros que peçam ao presidente que não vá ao Irã ou convide Ahmadinejad ao Brasil. Lula não deveria fazer amizade com governos criminosos".

Acontece que Lula mesmo é um criminoso e amizade com governos criminosos - e com milícias criminosas - é o que ele mais tem! Aliás, ele comanda uma milícia criminosa e um governo despótico: o do PT, o Partido Totalitário. A entrevista da Sra. Shirin Ebadi merece ser lida e refletida com cuidado. E com muito pesar.

- O antiamericanismo megalomaníaco dos petistas chega às raias do ridículo. Quase não acreditei quando li no Reinaldo Azevedo que a gurizada da Dilma está culpando os EUA pelo terremoto no Haiti: os americanos teriam uma máquina de provocar abalos sísmicos; a coisa ainda poderia provocar enchentes e secas (sic!). Risível, não? Vai ver as enchentes em São Paulo foram provocadas pelos EUA e o ventinho que fez barulho no meu quintal agora foi o Obama que mandou porque eu não gosto dele de jeito nenhum... É por uma dessas que a gente pode aferir por onde caminha a mente psicopática desse pessoal. Sinceramente, é cada uma... Quem não acredita - e não os culpo, já que a coisa é de uma idiotice tão tremenda  que parece até brincadeira - pode conferir direto no Blog da Dilma Presidente, que diz ter obtido estas informações de quem? De quem? Da Marinha Russa!! Os magalomaníacos recorrem às informações [nada tendenciosas!] do outro megalomaníaco Putin! E é esse tipo de megalomaníaco que se quer levar de novo ao Planalto... Deus nos livre! Enquanto escrevia isso, o Reinaldo já fez uma sugestão de moda distintiva para esse pessoal.

- O Brasil extraditou o para a Argentina o Coronel Manuel Juan Cordero Piacentini, acusado de torturas e crimes contra a humanidade durante os regimes ditatoriais no sul do continente. Bom? Sim! Muito bom! Um crápula a menos no Brasil! Mas, faço coro ao Reinaldo Azevedo, se Cordero foi extraditado, por que  o terrorista Cesare Battisti tem que ficar no país? É a moral dúbia e relativista dos comunistas: os torturadores seus adversários são os demônios; os terroristas amigos deles são santos. A moral dúbida que "justifica" a saída de Cordero e a permanência de Battisti é a mesma moral dúbida que quer instituir uma Comissão "da Verdade" para investigar e punir somente os militares, mas não os terroristas e guerrilheiros comunistas - a Sra. Dilma "Estela" Rousseff, p. ex. -, como escrevi aqui tempos atrás. A pergunta é: permitiremos que esta moral dúbida, calcitrante e justificadora de criminosos continue a governar o pais?

Nenhum comentário:

Postar um comentário