quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Curtas importantes - Novamente Honduras. Vannuchi, o PNDH-3 e o aborto. Lula, Ahmadinejad, democracia e Holocausto.

- Lula e Celso Amorim apostaram contra a democracia. E perderam de modo miserável! Felizmente!: Reinaldo Azevedo publicou seu comentário sobre a posse de Porfirio "Pepe" Lobo em Honduras e a virilidade do povo hondurenho na sua resistência ao totalitarismo de Zelaya, Lula e Chavez; Reinaldo demonstra também como foi destrambelhada e vergonhosa a diplomacia brasileira e a atuação da mídia neste episódio. Ontem também publiquei no En Garde! um comentário a respeito. Leiam ambos. Segue um trecho do Reinaldo: "Na coleção de absurdos, o Brasil ganhou lugar de destaque. Lula e Celso Amorim, senhores, apostaram na guerra civil hondurenha! [...] A posse de Porfírio Lobo, em eleições ainda não-reconhecidas pelo Brasil — os hondurenhos não estão nem aí para o que pensa Lula — humilha a diplomacia brasileira e seus aloprados [...] Sete meses depois de Hugo Chávez ter patrocinado a tentativa de golpe em Honduras — de pronto rechaçada pelo Congresso, pela Justiça, pelo Ministério Público, pelas Forças Armadas e pela maioria do povo —, quem já deu início à trilha que o levará à desgraça e à liberdade dos venezuelanos é Hugo Chávez. Seu governo está se esfarelando. Cada vez mais, ele depende do apoio dos militares para governar.  E isso, sim, remete ao pior passado da América Latina. Neste blog, como sabem, escrevi muitas vezes: a derrota de Manuel Zelaya em Honduras é o começo do fim do chavismo. O país, com todas as dificuldades, segue, felizmente (e contra a vontade de Lula e de Amorim) na trilha da democracia. Chávez, o patrocinador de golpes, está cada vez mais perto de ser pendurado pelos pés em praça pública."

-Vannuchi: governo deve recuar sobre aborto no Plano Nacional de Direitos Humanos:"- A maneira como o aborto está colocada deve ser reformulada. Ela responde a um ponto de vista das mulheres. Essa é uma bandeira feminista. E o governo, o próprio presidente da República não a tem. Então, eu tenho que me responsabilizar e dizer que faltou a mim... Eu sou o responsável, não é ele, não é a ministra Dilma (Rousseff), sou eu [-diz Vannuchi]. Segundo o ministro o trecho que diz 'Apoiar a descriminalização do aborto' seria menos polêmico se terminasse aí, mas o complemento 'tendo em vista a autonomia das mulheres para decidir sobre seu próprio corpo' é uma bandeira do movimento feminista", diz a notícia de O Globo. Agora eu pergunto: 1) Que recuo foi esse? Nenhum recuo! O aborto continua lá! 2)Se é retirada apenas "a bandeira feminista" porque o Lula não concorda com ela, mas permanece a bandeira do aborto, então Vannuchi nos dá a prova - para quem prega a santidade irrestrita do Lula - que a bandeira do aborto, a única que permanece, é apoiada por Lula - não é, Vanucchi? 3) Vanucchi não tem vergonha de tão pouca virilidade, assumindo para si todas as culpas de Lula e Dilma? Certo que Vanucchi tem culpa da mesma maneira, mas isentar Dilma e Lula desse jeito? Isso além de vergonhoso é pouco viril...

- Presidente Lula participa de cerimônia em homenagem às vítimas do holocausto: "Ao final da cerimônia, Lula discursou acerca do holocausto e da necessidade do mundo jamais esquecer a tragédia, para que o exemplo faça com que algo similar não aconteça novamente. O presidente considerou como causa da tragédia a morte da democracia naquele momento, imposta pela ideologia nazista: 'Foi a supressão da democracia que abriu a avenida para o fascismo e para o nazismo. Ela é um bem do qual não podemos abrir mão nunca', disse Lula"; a notícia é de pe360graus. Agora eu indago: 1) Lula vai numa cerimônia em homenagem as vítimas do Holocausto... mas, peraí!, Lula não é um amigão do Ahmadinejad, aquele que nega o Holocausto e disse que Israel tem de ser varrido do mapa? Como disse um amigo meu no twitter, "hipocrisia!" Ainda acho que o Lula devia seguir o conselho da Nobel da Paz iraniana Shirin Ebadi, que comentei aqui no En Garde!, e não se juntar com governos criminosos... mas, ok, ele já se juntou com Chavez e Fidel... fazer o quê? Esta é só mais uma mostra da dubiedade moral do Lula, a mesma dubiedade que o fez tratar de maneiras diversas Honduras e a Venezuela. 2) Lula diz que suprimir a democracia abre avenida para o fascismo e e para o nazismo... ele sabe que tanto fascismo quanto nazismo são apenas tipos de socialismo? O mesmo socialismo que Lula defende; 3) Lula diz que não podemos abrir mão da democracia - e por que ele quer sepultá-la com o PNDH-3? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário