domingo, 24 de janeiro de 2010

Excepcional currículo do menino do Lula no STF

Toffoli, o antigo (será?) advogado do Presidente Lula, foi indicado por ele para Ministro do STF. Apesar de não ter nenhuma publicação, nenhum livro, nem mesmo um mestrado e ter sido reprovado duas vezes em concursos para juíz estadual - e, vale lembrar, a Constituição exige "notório conhecimento jurídico" para o cargo de ministro do STF - Toffoli foi empossado como ministro do Tribunal Excelso no dia 23 de outubro. Afinal, parece que o que vale não é a Constituição, mas sim ser amigo do Presidente Lula e advogado do PT, inclusive em casos escandalosos como o Mensalão; o que vale são os pais parentes do Toffoli darem beijinhos no Lula [foto], os mesmos beijinhos de Judas que o Lula dá no Brasil. O Delegado Dr. Rafael Vitola Brodbeck e a Procuradora Regional da República Janice Ascari já discorreram largamente sobre os motivos de Toffoli NÃO poder ser Ministro, o que agora não adianta mais, nessa orgia vagabunda que se tornaram os Três Poderes do Brasil...

Mas, é interessante que vocês confiram o currículo do "menino do Lula". Esse currículo mostra como Toffoli realmente merece (sic!) ao cargo de ministro do STF, apesar de suas ligações... "íntimas" com o PT.
Sabem o que há no currículo de Toffoli até agora, dia 24 de janeiro, três meses depois de sua posse?
NADA!
N-A-D-A... NADA!
Absolutamente NADA!
Eu imprimi a página, antes que tirem do ar. Segue abaixo. Confiram a data no pé da imagem.
É esse o tipo de ministro que o Sr. Lula coloca no Tribunal Supremo deste país, para advogar em prol de suas sandices totalitárias!
Em que país estamos, meu Deus...

5 comentários:

  1. Taiguara, tomei a liberdade de divulgar mais esta indecência petista no meu blog. Citei a fonte e autor, ok?

    ResponderExcluir
  2. Fique à vontade, caríssimo Giovani.
    Precisamos mesmo divulgar e denunciar os absurdos que este Governo déspota faz o Brasil colecionar diariamente.

    Meu cordial abraço, em Cristo.

    ResponderExcluir
  3. Os pais do Toffoli já são falecidos. A mãe morreu em 2002 e o pai morreu em 2006, salvo engano. Ambos, assim como o ministro, católicos fervorosos. Quem está beijando o presidente é o irmão do ministro. Informar-se um pouco antes de escrever não faz mal...ou usar um óculos para ver que o irmão nunca poderia parecer o pai do ministro, que nasceu em 1967.

    ResponderExcluir
  4. Prezado Tadeu,

    Obrigado pela correção. Já a fiz.
    Ela, contudo, não diminui em nada a crítica acima.
    E que "católico fervoroso" é Toffoli? "Católico fervoroso" que defende o aborto, a união civil de duplas gays, e o socialismo do PT? Eu posso até não ter usado óculos ou não ter me informado sobre um detalhe pequeno - que em nada diminui a crítica, reitero -, mas o "católico fervoroso" Toffoli fez muito pior: tão "católico", e não leu o básico da Doutrina da Igreja sobre o aborto, sobre as práticas homossexuais e sobre o socialismo, e por isso defende tudo que é condenável. Que "fervoroso" é o "católico" Toffoli!

    Meu cordial abraço.

    ResponderExcluir
  5. Como é que pode se dizer "católico fervoroso" e ser tão maledicente assim, em discursos que beiram mais a inveja (a mesma que moveu os Procuradores da República a falarem contra) e o falso testemunho??? Vocês acabam pregando contra a fé que profanam, porque não conhecem o Ministro Toffoli; não conhecem em nada sua trajetória de vida e profissional e, com certeza, não têm acompanhado seu desempenho no STF. Isso que você fazem é absolutamente horrível e desprezível. Em nada se coaduna com os princípios do catolicismo que é "não atirar a primeira pedra"; "não julgar", ainda mais quando não se sabe em quem está atirando, quem estão julgando. Mas Deus, por incrível que pareça, tem pena e perdoa desafortunados como vocês; julgadores dos outros como vocês e a vida lhes ensinará, COM CERTEZA!!!! E é claro que não perceberam que quem beija o Presidente Lula é seu irmão mais novo, com síndrome de down!

    ResponderExcluir