segunda-feira, 26 de abril de 2010

CPI da Pedofilia confirma o Cardeal Bertone: homossexualismo leva à pedofilia

O Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Tarcísio Bertone, abriu o verbo e falou a verdade que os críticos querem esconder: o problema da pedofilia é o homossexualismo, não é o celibato. O que tem provocado essa onda de pedofilia entre sacerdotes infiéis (onde que não chega a ser um tsunami, mas que a mídia mórbida noticia como se fosse) é, isto sim, a admissão de homossexuais nos seminários - que a Igreja PROÍBE e possui até uma Instrução ordenando a não-admissão de candidatos com tendências homossexuais profundamente arraigadas aos seminários e ao sacerdócio. Mas a negligência de Bispos e de Reitores - muitos dos quais infiltrados por comunistas e liberais nos seminários, como escrevi AQUI - levou à admissão de seminaristas e, posteriormente, sacerdotes adeptos destas práticas, o que levou a práticas piores e abusos de menores. A declaração do Cardeal Bertone pode ser lida AQUI. Como era de se esperar, a Mídia anti-católica e favorecedora do ativismo gay, do liberalismo dos costumes e do marxismo cultural veio como uma besta fera contra as palavras do Cardeal Bertone, tentando calar-lhe e desacreditar-lhe: a verdade dói...
Mas como a mentira por si só se destrói e a verdade se impõe contra tudo e todos por sua própria força, foi a própria Mídia que ratificou o Cardeal Bertone: o SBT, que também tem entrado na campanha de aproveitamento do pecado alheio e difamação da Igreja Católica, transmitiu para todo o Brasil o interrogatório de um dos padres acusados de pedofilia em Arapiraca (Alagoas), o Pe. Edílson Duarte, pelo Senador Magno Malta (PR-ES), onde o padre confessou a origem de suas práticas pedófilas: é homossexual!
Vejam o vídeo:
Confessou, assim, o que o Cardeal Bertone já denunciara: o problema é o homossexualismo entre sacerdotes, não o celibato; a pedofilia é provocada pelas tendências e práticas homossexuais; e, no caso de Arapiraca, bem como na maioria dos casos de pedofilia noticiados, a relação foi uma relação homossexual, entre homem e homem. Para se ter uma idéia, 81 % dos casos noticiados nos EUA de 1950 a 2002 eram de relações entre homens e homens, portanto, homossexuais (AQUI).
Não dá para entender como os críticos da Igreja tanto se horrorizam com a pedofilia mas, num caso flagrante de desonestidade intelectual, de dois pesos e duas medidas, defendem o ativismo gay, a união civil de "duplas homossexuais" e a adoção de crianças por parte destas duplas - adoção que abriria porta a mais abusos.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Nota da Pastoral de Católicos na Política da Arquidiocese do Rio de Janeiro sobre o PNDH-3

NOTA

A Pastoral de Católicos na Política da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e do Leste 1 se manifesta por meio desta Nota sobre a proposta de implementação do Programa Nacional de Direitos Humanos 3  proposta pelo Governo.

1. O Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) suscita graves preocupações não apenas pela questão do aborto, do casamento de homossexuais, das adoções de crianças por casais do mesmo sexo, pela proibição de símbolos religiosos nos lugares públicos, pela transformação do ensino religioso em história das religiões, pelo controle da imprensa,  a lei da anistia, etc, mas, sobretudo, por uma visão reduzida da pessoa humana. A questão em jogo é principalmente antropológica: que tipo de pessoa e de sociedade é proposto para o nosso país.

2. No programa se apresenta uma antropologia reduzida que sufoca o horizonte da vida humana limitando-o ao puro campo social. Dimensões essenciais são negadas ou ignoradas: como a dignidade transcendente da pessoa humana e a sua liberdade; o valor da vida, da família e o significado pleno da educação e da convivência. A pessoa e os grupos sociais são vistos como uma engrenagem do Estado e totalmente dependentes de sua ideologia.

3. Os aspectos positivos, que também existem, e que constituíram  grandes batalhas da CNBB e de outras importantes organizações da sociedade civil, são englobados dentro de um sistema ideológico que não respeita a concepção de vida humana da grande maioria do povo brasileiro. Por isso,  são de grande valia os pronunciamentos de tantos setores da sociedade, que mostraram profunda preocupação com as consequências da aplicação desse Programa.

4. Nesta 3ª edição do PNDH, estamos diante de uma cartilha de estilo radical-socialista, que esta sendo implantada na Venezuela, no Equador e na Bolívia, e que tem em Cuba o seu ponto de referência.

5. Trata-se de um projeto reduzido de humanidade destinado a mudar profundamente a nossa sociedade.

6. Vida, família, educação, liberdade de consciência, de religião e de culto não podem ser definidos pelo poder do Estado ou de uma minoria. O Estado reconhece e estrutura estes valores que dizem respeito à dignidade última da pessoa humana, que é relação com o infinito e que nunca pode ser usada como meio, mas é um fim em si mesma. A fonte dos direitos humanos é a pessoa e não o Estado e os poderes públicos.

7. O programa do Governo é um claro ato de autoritarismo que enquadra os direitos humanos num projeto ideológico, intolerante, que fez retroceder o país aos tempos de ditadura.

8. Diante desse instrumento de radicalização, somos todos interpelados face às ameaças que dele derivam à eficácia de valores vitais, como os da vida, da família, da pessoa, do trabalho, da liberdade e da Justiça.

9. Os membros da Pastoral de Católicos na Política da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e do Leste 1, posicionam-se fortemente contra tal programa e desejam ver bem discutidas estas propostas de modo a transformá-las, de ameaça que são, em um esforço útil a todo o Povo Brasileiro.

3º Encontro de Legisladores e Governantes pela Vida

Data: 28 de Abril
Horário: 9 hrs (Programação abaixo)
Local: Auditório Nereu Ramos, Câmara dos Deputados   

Frente Parlamentar em Defesa da Vida – Contra o Aborto do Congresso Nacional

A realização do I e II Encontro Brasileiro de Legisladores e Governantes pela Vida, sendo o primeiro no mês de fevereiro de 2008, no Senado Federal e o segundo no mês de março de 2009, na Câmara dos Deputados, ambos sob a coordenação do Deputado Federal Luiz Bassuma-PV/BA, foram muito importantes para o trabalho de mobilização e organização da resistência parlamentar na Câmara dos Deputados contra as investidas do movimento pró-aborto. Ambos os encontros reuniram centenas de vereadores (as), prefeitos (as), parlamentares das Assembléias Legislativas e do Congresso Nacional, nos quais marcou-se o posicionamento político, claro e inequívoco, contra a legalização do aborto em nosso país e apontou para a construção de políticas públicas, nos municípios, de apoio à maternidade desde o primeiro o momento do início da vida.

Projeto de Lei da descriminalização do aborto sofre duas derrotas  na Câmara Federal.
O ano de 2008 foi ainda marcado por duas vitórias pró-vida no Congresso Nacional. A primeira foi na Comissão de Seguridade Social e Família que por 33 votos a 0 rejeitou o Projeto de Lei 1.135 de 1991 e posteriormente na Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania, onde o mesmo foi considerado inconstitucional. Esse empenho deverá ser ainda maior neste ano e na próxima legislatura, pois, apesar do resultado vitorioso obtido nas comissões, este Projeto poderá ser apreciado pelo Plenário da Câmara dos Deputados se o recurso apresentado pelo Deputado Federal José Genoíno-PT/SP for admitido.

A CPI do Aborto é criada: mais uma grande vitória política do movimento pró-vida.

Em 2008, tivemos também uma vitória importante com a criação da CPI DO ABORTO. No entanto, tal vitória só será completa se esta CPI for instalada ainda neste semestre de 2010 com a indicação dos representantes dos partidos políticos.  Entendemos que só a pressão popular poderá reverter a resistência dos dirigentes dos partidos em não fazer tais indicações, visando o esvaziamento político desta CPI.

Aborto de crianças com diagnóstico de anencefalia está em julgamento no STF.

A Frente Parlamentar em Defesa da Vida – Contra o Aborto do Congresso Nacional esteve presente em uma das sessões da Audiência Pública realizada pelo Supremo Tribunal Federal que deverá, em breve, fazer o julgamento da ADPF nº 54 impetrada pela Confederação dos Trabalhadores na Saúde, através da qual  formula pedido de permissão legal para a realização de aborto de crianças com diagnóstico de anencefalia. Tememos que a estratégia abortista, uma vez encontrando resistências no Congresso Nacional, tente pavimentar um novo caminho para a legalização do aborto pela via do Poder Judiciário, além do que, evidentemente, não se pode eliminar uma vida só porque ela não é perfeita do ponto de vista orgânico. O nascimento do bebê Marcela de Jesus que viveu 1 ano e 8 meses é exemplo de que não se pode, a priori, determinar a morte de uma criança só porque ela é concebida com uma grave deformação.  Daqui a pouco serão as crianças com síndrome de down ou com qualquer outra deformação física a fazer parte da lista dos seres humanos a serem eliminados ainda no ventre materno. Esperamos que os Ministros do Supremo Tribunal Federal decidam a favor da vida dos bebês anencéfalos, qualquer que seja o tempo que eles viverão depois de nascerem.

3º Encontro de Legisladores e Governantes pela Vida no Congresso Nacional.

Estamos diante de grandes desafios a serem enfrentados visando alcançar novas vitórias na defesa da vida – desde a concepção. Para tanto, faz-se necessário ampliar a mobilização e organização dos pró-vidas brasileiros. Neste sentido, a FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DA VIDA – CONTRA O ABORTO DO CONGRESSO NACIONAL convida os parlamentares municipais (vereadores), estaduais e federais, senadores (as), prefeitos (as) e vice-prefeitos (as), bem como os militantes pró-vida para participarem do 3º ENCONTRO BRASILEIRO DE LEGISLADORES E GOVERNANTES PELA VIDA que acontecerá no dia 28 de Abril de 2010, a partir das 9 horas, no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília, conforme programação abaixo.

Este evento tem como objetivo principal demarcar novas estratégias de ação para fortalecer as Frentes Parlamentares Municipais e Estaduais e promover a conscientização dos  prefeitos(as) para que implementem políticas públicas de apoio à maternidade e resistam às ações na área da saúde e da educação propostas pelo Governo Federal, que têm como finalidade implementar políticas de incentivo à prática do aborto e fazer a propaganda, principalmente junto à juventude, de que o aborto é um caminho a ser seguido, principalmente, para preservar o “direito” de escolha das mulheres de levar adiante ou não uma gravidez não planejada.

Portanto, nesta hora tão difícil porque passa a nação brasileira frente às ameaças concretas à vida das crianças por nascer, conclamamos os detentores de mandato eletivo nos executivos e legislativos de nosso país e os militantes pró-vida a participarem do 3º Encontro Brasileiro de Legisladores e Governantes pela Vida.

As inscrições serão feitas através do site www2.camara.gov.br acessando o link 3º Encontro de Legisladores e Governantes pela Vida e preencher o questionário da inscrição. Outras informações pelos telefones: (61) 3215-3626 / 3215-1626 /3215-5626 (Gabinete Deputado Luiz Bassuma/BA) ou (61) 3215-5454 (Gabinete Deputado Drº Talmir Rodrigues/SP) ou ainda pelo  email: frenteparlamentarpelavida@yahoo.com.br e também pelo site www.frenteparlamentarpelavida.com.br.

Observação importante: as inscrições são gratuitas e o parlamentar ou prefeito(a) ou Secretário(a) da Administração Pública municipal ou estadual que necessitar de convite personalizado  deverá fazer este pedido no ato da inscrição ou comunicar pelo email e telefones acima especificados.

PROGRAMAÇÃO

09h:00  – Abertura

10h:00  – Lançamento da Campanha Nacional “Legisladores e Governantes pela Vida – A VIDA depende do seu VOTO” pelo Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil Sem Aborto.

10h:30 m – Entrega da  Comenda Zilda Arns a Instituições, Personalidades Públicas, Legislativos e Governos que se destacaram na defesa da vida – desde a fecundação.

11h:30 m – Mesa 1: Tema: O pensamento de mulheres ocupantes de cargo eletivo que são contra a legalização do aborto: razões éticas, filosóficas e políticas.

13h:00  – Almoço

14h:30 m – Mesa 2: O direito à vida desde a concepção como um direito humano fundamental e o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos do Governo Federal.

16h:30 m – Mesa 3: A importância da articulação e mobilização política nos Estados e Municípios contra a legalização do aborto: dificuldades, desafios e propostas.

18:00 h - Encerramento

sábado, 17 de abril de 2010

Voltando à ativa... - Uma feliz novidade

Tem estado muito difícil escrever, caros leitores. Como perceberam, o Blog estava há muito sem atualizações.
O tempo, o tempo... Esta fera que, se não domada, te doma!
Mas estamos voltando à ativa, desta vez com uma novidade.
Como não conseguiria mais levar o En Garde! sozinho, convidei um grande amigo, que para mim é quase um irmão, para ajudar-me a manter o Blog. Seu nome já figura na página a algumas semanas e quem visitou o Blog estes dias, mesmo sem atualizações, já deve tê-lo visto. Trata-se do Mateus Mota, que de ora em diante será também um cruzado em guarda nesta nossa trincheira virtual.
O Mateus é católico de boa estirpe, de família católica, contra-revolucionário e fiel seguido do Santo Padre. Não tive receio de convidar-lhe a integrar o En Garde! e nem tenho receio do que aqui escreverá, dado que  conheço bem sua fidelidade à Santa Madre Igreja - quiçá um dia chegue a seu nível. O En Garde!, com sua presença, fortalece-se e a internet ganha um novo cruzado. E eu fico mais tranqüilo com a manutenção do Blog... ;)
Mas não vou esgotar sua apresentação! Convido o Mateus a apresentar-se, se assim o desejar.
De ora em diante, escreveremos juntos, batalharemos lado a lado, pela glória e exaltação da Santa Igreja de Deus, pela humilhação dos seus inimigos - como rezamos na Ladainha de Todos os Santos - e por amor ao Santo Padre, o Papa!
Que Deus abençoe o Mateus, este seu novo apostolado. Presto-lhe publicamente meus mais sinceros agradecimentos por estar aqui, ao meu lado.
Mas agora deixo com ele as apresentações de credenciais! =D
Meu cordial abraço a todos os leitores.
En Garde, soldat!