sábado, 24 de julho de 2010

Para Lula, "estranho" é Uribe ter denunciado, não Chavez abrigar terroristas

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira que estranhou a atitude do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, de denunciar a Venezuela na OEA (Organização dos Estados Americanos). [...] 'O que estranhei é que faltam poucos dias para o companheiro Uribe deixar a presidência. O presidente que vai tomar posse tem dado sinais que tem disposição a um alinhamento com a Venezuela (...).Estava tudo andando bem até que Uribe resolve fazer a denúncia', disse Lula em entrevista a jornalistas, após participar de evento do governo em Caetés. [...] Lula disse que Colômbia e Venezuela são dois países extremamente importantes, que dependem um do outro e que poderiam 'ir para frente com muito mais facilidade se estabelecessem uma programação de construírem a paz definitivamente'", noticia Folha
Para Lula, portanto, estranho é o Dr. Uribe [foto] ter denunciado as ligações criminosas entre as FARC e o Chavez. Lula não estranha nem repudia que Chavez esteja abrigando terroristas.

Obviamente que nada se poderia esperar de quem, no Foro de São Paulo, prometeu apoio incondicional às FARC... E Lula está dando mostras de ser um bom cumpridor de seu acordo!

Mas Graça Salgueiro previu isso desde ante-ontem (22), no Notalatina:
"Bem, para quem ainda não sabe direito como funciona uma “mentalidade revolucionária”, Chávez dá a receita de um dos três pontos básicos: a inversão entre sujeito e objeto, a inversão da responsabilidade moral, segundo Olavo de Carvalho, em sua teoria sobre a “Mentalidade Revolucionária”. Observem quanto ele “lamenta” e até faz “chorar o coração” por um crime cometido por Uribe, que é um doente e cheio de ódio. Não é ele, Chávez, quem alimenta tanto ódio no coração, ao proteger monstros que só praticam o mal e que ele afirma que “não são terroristas”. Não esqueçam que, do mesmo modo, Lula e seu PT afirmam a mesma coisa, porque são todos farinha do mesmo saco podre, perverso e desumano."
Por que foi fácil para Graça Salgueiro prever desde ante-ontem o que só aconteceria agora?

Porque assim funciona a mentalidade revolucionária. Os passos são previsíveis.

Chávez se fez de vítima, apesar de ser ele o ofensor ao abrigar terroristas e narcotraficantes - e, conforme os e-mails encontrados no computador de Rául Reyes, não só abrigar, mas também apoiar.

Lula, amigo de Chávez e das FARC, toma a mesma atitude, não negando sua mente revolucionária: o vilão da história não é Chávez que abriga os terroristas; o vilão é Uribe, que está tentando livrar o seu país deles!

É que, para Lula, as FARC são só um "movimento político-social". Uribe, ao contrário, presidente constitucional da Colômbia e um grande estadista, não merece tanta simpatia de quem aperta a mão de Ahmadinejad e flerta com o Hamas...

Felizmente!

Ao não receber a simpatia de Lula, o Dr. Álvaro Uribe só mostra que não é um Ahmadinejad nem um Chávez ou Fidel, a quem o Presidente abraça e sorri. Não gozar da estima de Lula é uma conquista para Uribe e a prova de que é um grande estadista.

O próximo passo dos comunistas latino-americanos, segundo a notícia acima, é transferir as negociações da OEA para a UNASUL. Qual o motivo? Na UNASUL - o projeto megalomaníaco de uma URSS latino-americana, até com as cores do comunismo na bandeira [foto] - Chávez, Lula, Rafael Corrêa e Kirchner, todos bem alinhados no mesmo projeto comunista latino-americano, poderão abafar tranqüilamente a promíscua relação de Chávez com os terroristas, distante dos EUA, que já declarou apoio às investigações.


Mais que isso: uma investigação em torno da Venezuela mostraria um outro vivo apoiador das FARC...


Alguém adivinha quem?

O medo do Presidente brasileiro de que as investigações caminhem e sua estranheza para com Uribe já dão uma pista de quem também está querendo se proteger...

***
URGENTE!!!

Leia AQUI o texto sobre aborto eugênico e vote CONTRA na enquete do Bol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário