sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O Inimigo já canta Vitória

Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz

Dilma Rousseff não apenas está certa da vitória. Está certa de vencer em primeiro turno, tingindo de vermelho nossa bandeira, legalizando a morte de inocentes, expulsando os símbolos religiosos do governo e substituindo-os pela estrela vermelha de cinco pontas.

Ela zomba de nós, cristãos. Não achou necessário comparecer ao debate da TV Canção Nova a fim de explicar seu apoio ao aborto, à união civil de pessoas do mesmo sexo, à adoção de crianças por duplas homossexuais e ao reconhecimento da prostituição como uma profissão. Alegou falta de tempo em sua agenda. No entanto, durante o debate, ela postava em sua página no Twetter uma mensagem indicando um novo álbum da banda mineira "Pato Fu": "Olha que interessante, o Pato Fu interpretando músicas de sucesso usando instrumentos de brinquedo".

Ela conta com a máquina petista, com o apoio explícito do atual presidente durante o horário eleitoral gratuito, com a fascinação do povo pelas esmolas conhecidas como bolsa-família e congêneres e, por fim, com o silêncio de muitos pastores de almas.

O inimigo festeja. O Brasil está a caminho de se tornar uma nova Cuba, onde a religião é perseguida, a liberdade é cerceada e anualmente ocorrem, segundo estatísticas oficiais, cerca de 50 abortos provocados para cada 100 partos. Olhemos para a Venezuela, onde o povo é oprimido pela ditadura de Hugo Chavez, que insiste em se perpetuar no poder. Olhemos para a China, onde o aborto é usado pelo governo comunista como método de contenção da população. Olhemos para as FARC, aquele grupo terrorista que aflige dolorosamente o povo colombiano. Olhemos por fim para a Espanha, onde o Partido Socialista Operário Espanhol (versão espanhola do PT) desde que subiu ao poder não fez outra coisa senão combater as raízes cristãs daquela nação: instituiu o divórcio "express" (por decisão de uma das partes, sem necessidade de separação prévia ou de explicar as razões), o "casamento" de pessoas do mesmo sexo, a adoção de crianças por tais "casais", e recentemente o aborto livre até 14 semanas inclusive para adolescentes de 16 anos.

Toda essa tragédia está iminente no país. Parece que o PT desafia a nós, que confiamos no Senhor, como antes o rei Senaquerib da Assíria desafiou o rei Ezequias: "Dentre todos os deuses das nações, quais os que livraram sua terra de minha mão, para que o Senhor possa salvar Jerusalém?" (2Rs 18,35).

DE DEUS NÃO SE ZOMBA

"De Deus não se zomba" (Gl 6,7). "Uns confiam em carros, outros em cavalos; nós, porém, invocamos o nome do Senhor nosso Deus" (Sl 19,8).

"A oração fervorosa do justo tem grande poder. Assim, Elias, que era um homem semelhante a nós, orou com insistência para que não chovesse, e não houve chuva na terra durante três anos e seis meses. Em seguida, tornou a orar e o céu deu a sua chuva e a terra voltou a produzir o seu fruto" (Tg 5,16-18).

OREMOS PELA SALVAÇÃO DO BRASIL

Convido a todos aqueles que temem a Deus e confiam Nele a orarem comigo pela salvação de nossa pátria. Sugiro que façamos durante os poucos dias que nos restam, um "Rosário pela Vida".

A idéia é simples. Às três horas da tarde, a Hora da Misericórdia, rezamos o terço da Misericórdia . Em seguida rezamos um rosário completo, com os mistérios gozosos, luminosos, dolorosos e gloriosos. A oração completa dura cerca de uma hora e vinte minutos.

É um sacrifício que vale a pena, dada a situação angustiante pela qual passamos.

Se você não puder rezar às três horas da tarde, pode fazê-lo em outra hora. Se não puder rezar um rosário inteiro, pode rezar uma parte dele.

Mas peço àqueles que puderem rezar, que não façam por menos.

O Rosário foi a oração insistentemente pedida por Nossa Mãe do Céu quando apareceu em Fátima, a fim de obtivéssemos a paz e a conversão.

A Hora da Misericórdia é um momento privilegiado de oração. Disse Jesus a Santa Faustina: "Nessa hora nada negarei à alma que pedir por minha Paixão".

Peço sobretudo a oração das crianças e dos doentes, duas classes de almas que têm acesso especial ao Céu.

"O nosso auxílio está no nome do Senhor que fez o Céu e a terra" (Sl 120,2)

Fonte: http://naomatar.blogspot.com

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A triste escolha do povo brasileiro

Um amigo enviou-me por e-mail. Perfeita representação fotográfica do momento atual! =)

Para quem não sabe, se trata do Lula Molusco "Paul", do aquário de Oberhausen, Alemanha, que conseguia prever com certa margem de acerto o resultado dos jogos da Copa.

No Brasil a escolha eleitoral também é decidida por aí... ;)

terça-feira, 24 de agosto de 2010

sábado, 21 de agosto de 2010

Filme do Ano: "Evitar"

A continuação de Avatar, do James Cameron, só vem em outubro mas já está provocando grande ansiedade. Creio que será um excelente filme! Segue o cartaz de divulgação.


3 de Outubro nos cinemas! Não percam!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Deputado Paes de Lira repudia o "Consenso [do Aborto] de Brasília"

Junto com o pronunciamento, os deputados federais Paes de Lira (PTC-SP), Talmir Rodrigues (PV-SP) e Miguel Martini (PHS-MG) apresentaram à Câmara o Projeto de Decreto Legislativo PDC 2840/2010, que susta os efeitos gerados pelo documento "Consenso de Brasília". O texto do PDC 2840-2010 pode ser lido na íntegra no site da Câmara dos Deputados.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Se você quer ser um bom comunista...

Eu sou legal! Não deixo de indicar promoções imperdíveis para os comunas que visitam meu Blog! =)


Créditos para os alunos da Faculdade de Comunicação da UFRGS.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

A Hegemonia Política - O "Desafio Histórico" do PT

A luta pela construção de hegemonia política para sustentação de nosso projeto é um dos desafios históricos do PT como um partido que tem como horizonte o socialismo democrático.
Não, a frase não é de nenhum dos meus textos. Também não é de Olavo de Carvalho ou de qualquer outro opositor do Partido dos Trabalhadores comumente acusado de teórico da conspiração ao dizer que o Brasil caminha para um regime totalitário.

A frase, meus amigos, é do próprio PT, em seu 4º Congresso Nacional, realizado este ano. É a frase inicial do documento Resolução sobre Tática e Política de Alianças.

Está aí o próprio Partido dos Trabalhadores a confirmar o que venho denunciando continuamente ao chamar-lhes de Partido Totalitário: o PT não quer democracia, não quer debate democrático; quer, isso sim - como, aliás, os taxados teóricos da conspiração denunciam há anos - a "hegemonia política" total para seus objetivos políticos.

Haverá ainda quem queira realizar malabarismos para justificar a confissão do totalitarismo pelo PT. Basta, contra estes, analisar a própria frase.

O PT fala em "construção de hegemonia política". Hegemonia, como qualquer Dicionário que se preze vai esclarecer, é "supremacia, domínio, preponderância, proeminência" (está aqui, no Aurélio). É dominar plenamente, integralmente, sem espaço para outros vozes - qualquer outra voz. É ter poder sobre tudo e todos. E o PT fala em hegemonia. Mais que isso, em hegemonia política. O PT não quer democracia ou o pluralismo partidário da Constituição, não quer debate democrático: quer hegemonia política, quer ser o Partido supremo sobre todos os outros partidos, poderes ou instituições. Quer ser o único poder. O Partido Único.

O PT fala que essa hegemonia é para sustentar o seu projeto político. E qual o seu projeto político? O do Comunismo, pois o Partido, como se sabe, afirma-se expressamente comunista. Vale, a propósito, dar uma olhada no livro Instituições Políticas do Socialismo, onde José Dirceu, Tarso Genro e Edmilson Rodrigues expõem exatamente que o projeto político do PT - esse para o qual eles querem a hegemonia política - é o projeto socialista. E nos seus Congressos e Encontros Nacionais é o que têm dito continuamente: seu projeto é comunista; basta ler as atas do PT e do Foro de São Paulo. E, vale lembrar, onde esse mesmo "projeto político" foi implantado, implantou-se com um Partido Único que detem, justamente, hegemonia política sobre tudo e todos. Os exemplos estão aí: Cuba, a extinta URSS, Coréia do Norte, China...

E o PT fala ainda que a luta pela construção dessa hegemonia "é um dos desafios históricos do PT". Quer dizer, eles lutam por isso desde sempre, não é de hoje; é desafio histórico, é o que eles sempre quiseram. E para isso, ao longo de 30 anos, foram ocupando as Universidades, o funcionalismo público, todos os sindicatos de trabalhadores... e o Governo. 30 anos. E o seu desafio histórico foi sempre um só: a construção da hegemonia política.

Diante do teor da frase, a palavra "democrático" ao fim soa tímida, sem aquela fortaleza que normalmente costuma ter. "Democrático", ao fim da frase, chega a ser um mero formalismo. E é isso mesmo. Porque a democracia, na linha do marxismo gramsciano, é só uma ferramenta para se conseguir a instauração do totalitarismo comunista: usam-se as eleições como meio formal de chegar-se ao poder; após a tomada do poder mediante esta Revolução lenta e gradual, por meio da via eleitoral, instaura-se o totalitarismo comunista. A democracia, pois, é mera formalidade para a fase atual do marxismo, uma ferramenta a ser utilizada para outro objetivo. Exatamente como o "democrático" ao fim do textinho do PT: é formalismo, palavra usada por mero usar, sem muito significado após o discurso da hegemonia política.

O que se quer no Brasil hoje, portanto, é a construção de uma hegemonia política, de um poder supremo. E poder supremo de um Partido: o Partido dos Trabalhadores. Quer-se hegemonia: Partido hegemônico, único, total. É o fim da liberdade política e da democracia.
A luta pela construção de hegemonia política para sustentação de nosso projeto é um dos desafios históricos do PT.
Isso não é democracia. É a exata definição de totalitarismo, de Partido Único.

Está aí o próprio PT, no seu Congresso desse ano - ano eleitoral! - a afirmá-lo. E suas boas companhias - como as das fotos que ilustram este texto - estão aí para ratificá-lo.

Quem é o teórico da conspiração agora, hein?

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Dilma, a Demente...

Pois é, crianças, a combinação mortífera de maconha e comunismo produziu esta grande mente pensante da intelectualidade brasileira: Sua Excelência a Ex-Ministra Dilma Roussef. Não pude me abster de compartilhar tão estonteantes assertivas da eminente pensadora contemporânea que elevaram todos os privilegiados em escutar tais palavras, incluo-me em tão predestinado grupo, a quase inalcançáveis patamares filosóficos e cognitivos.

É quase indescritível a contribuição que esta Sra. trouxe a meus vagos e obscuros pensamentos, resultados de meus poucos producentes esforços em desenvolver meu intelecto! É maravilhoso! É sensacional! É espetacular! É extraordinário! Dilma ao trono, imediatamente! É nela que as famílias encontrarão a ajuda para bem educarem seus filhos no melhor da literatura mundial, é nela que a administração governamental do país alcançará a melhor efetividade de seus esforços, é nela que os ambientalistas se aproximarão das respostas para todos os seus desesperados gritos de proteção ao meio ambiente e somente ela (com um pequeno auxílio do douto José Luiz Datena) que há de revelar as respostas teológicas que durante séculos permaneceram escondidas aos grandes teólogos da humanidade.

Ei-la (créditos ad infinitum aos exilados):













quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Direto da Sacristia voltou!

Lembram do Direto da Sacristia, o Blog de notícias católicas que eu e os Seminaristas Pedro Ravazzano e Diego Ferracini mantínhamos?

Há um tempo o Blog estava desativado e pretendíamos exclui-lo.

Mas, graças a Deus, não o fizemos.

O Direto acaba de ser relançado por um amigo meu, o Sem. Erick Marçal, a quem transferimos integralmente a responsabilidade sobre o Blog. Agora é totalmente dele, e já começa em grande estilo, com belo visual e boas notícias.

Desejamos ao Erick boa sorte em seu empreendimento! O Direto da Sacristia já volta a figurar em nosso Blogroll.

A todos, boa leitura!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Comunicado - Fim de férias, redução das postagens e novo visual do Blog

Caríssimos leitores,

As férias acabaram, então serei obrigado a reduzir o número de postagens no Blog. Estudar Direito consome, mais ainda quando a Universidade não te dá uma formação adequada e tu ainda queres estudar Filosofia e Política por fora...

Para produzir artigos de bom nível, estudo é necessário. Daí que agora, quando o tempo se torna mais escasso, seja precisa uma redução das postagens. Como já vinah fazendo outros meses, sertão duas ou mesmo só uma por semana. Mas tentarei fazer com que saiam toda semana.

Desde a semana passada, como perceberam, o Blog está com novo visual. Mudei o plano de fundo, a cor das fontes e o banner, que é o que mais chama atenção. Nele aparece a imagem de Godfrey de Buillon ou, em sua versão portuguesa, Godofredo de Bulhão.

Nobre cavaleiro das Cruzadas, este duque francês venceu os maometanos e foi responsável pela fundação do Reino Latino de Jerusalém. Foi cognominado "Defensor do Santo Sepulcro", um honroso título. Tinha entre seus ancestrais ninguém menos que o grande Imperador cristão Carlos Magno; ele mesmo se notabilizava pela sua piedade e zelo pela santa religião. Godofredo de Bulhão é exemplo de luta contra os inimigos da Verdade e da Justiça neste mundo e, mais que isso, de luta interior contra o pecado e a corrupção de nossa alma. Sua imagem é a imagem da nobreza de caráter, da sobriedade e do apego às convicções, princípios que o autor quer sejam norteadores deste Blog e de seus escritos. E sem dúvida Godofredo de Bulhão deve ter gritado demais o "En Garde!". Nada mais apropriado, pois, que sua imagem figure no alto desta página.

Aqui podem encontrar textos sobre ele, dos quais destaco esse trecho:
Ele era “geralmente estimado, reto, valoroso, manso, casto, devoto, humano, de formoso aspecto e elevada estatura, cabelos ruivos”, e “é retratado como o perfeito tipo do cavaleiro cristão. Alto de estatura, com um porte agradável e com uma maneira tão cortês, ‘que parecia mais um monge do que um guerreiro’”. Era “tido por tão bom guerreiro quanto fervoroso cristão”.
Que Godofredo de Bulhão, junto a São Bernardo de Claraval - vivo defensor das Cruzadas, que escreveu o Elogio dos Templários, do qual tiramos a frase do banner - intercedam por este Blog e pelos seus autores, junto a São Josemaría e São Thomas More, seus padroeiros. Que tenhamos sempre coragem para defender a Verdade e denunciar a injustiça!

Ah! Não pensem que esqueci do que prometi aqui, sobre a prova irrefutável das relações entre PT-FARC. Falta-me só tempo para escrever o texto.

Fiquem com Deus! Rezem pelo En Garde e seus autores.

Meu cordial abraço, em Cristo.

Taiguara.