sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Minha declaração de voto para Presidente no 2º Turno - Vou de Serra, 45

O Brasil vive um momento histórico, memorável, em que a moral e a religião tiveram seu lugar reconhecido na vida pública. Num país de população majoritariamente católica e conservadora, é ridículo que alguns queiram relegar a religião ao esquecimento sob a desculpa esfarrapada de "Estado laico": laico é o Estado, mas não  é ateu e o povo é religioso.

A candidata comunista, apesar do amplo uso da máquina estatal inchada de petistas, não logrou sua vitória no primeiro turno das eleições. A derrota, sequer esperada, deixou os petistas como que loucos. E o motivo, como hoje é de sabença geral, foi uma questão moral: o aborto. E quem disse "não" ao PT abortista foi esse povo brasileiro, conservador e religioso. Fizeram valer o nome desta nação: Terra de Santa Cruz.

Neste 2º Turno o quadro que se delineia não é dos melhores, porque o Serra e o PSDB não são das melhores oposições que possa existir; na verdade, sequer os vejo como uma oposição.

Mas eu vou votar no Serra. Não que ele ou o PSDB o mereçam; vou votar simplesmente para brecar o PT e, se possível - e se for da Vontade de Deus -, inflingir-lhes uma derrota.

Nunca vou perdoar o PT por me fazer votar no Serra, mas essa é a única opção no momento.

Não gosto do Serra, mas gosto do Índio da Costa. Parece-me um líder político no qual vale à pena investir como proposta conservadora para o futuro. Suas intervenções nesta campanha foram bastante corajosas e oprtunas. É nome novo e promissor. Na questão do aborto, vou confiar no compromisso que ele assinou, contra o aborto.
Nas demais questões, espero que Serra e Índio desmantelem a máquina totalitária que o PT programou ao longo de oito anos, e que tem feito este país caminhar para o buraco das ditaduras comunistas, junto da Venezuela, Bolívia e Cuba, segundo o plano internacional do Foro de São Paulo. Se Serra e Índio não o fizerem, ruim para todos, mas principalmente para eles dois, que tiveram o poder em mãos para fazê-lo: serão os primeiros a sofrer as conseqüências de qualquer omissão. Mas vou dar meu voto de confiança.

A derrota do primeiro turno desmoralizou o PT. Que saia ainda mais desmoralizado agora, no 2º Turno, perdendo as eleições diante da oposição desta população cristã e conservadora que ainda é majoritária neste país. O meu voto em Serra não será pelo Serra: será um voto contra o PT e contra o projeto totalitário do Foro de São Paulo, do qual o PT é mentor e principal propagador.

Importa simplesmente inflingir-lhes uma derrota e brecar o avanço deste projeto totalitário.

Confiarei, ainda, nas pessoas que, dentro do PSDB, são realmente conservadoras, são realmente oposição e entendem a gravidade da situação, como o pessoal do Movimento Franco Montoro. Espero que consigam matizar o socialismo gramsciano da ala FHC-Serra, que tanto mal cultural causou quando estiveram no poder. Meu voto em Serra é mais um voto nestas pessoas realmente conservadoras que estão dentro do PSDB - e elas existem - do que no candidato.

Não sei se o Serra ganhará. Independentemente disto, por questão de consciência, votarei nele como voto contra o PT.

Ontem o Papa falou aos Bispos e fiéis brasileiros. Sua Santidade lembrou que é dever dos católicos votarmos em prol do bem comum. O projeto totalitário petista, se continuar seu avanço, definitivamente será o extremo oposto do bem comum. Inflingir-lhes uma derrota agora é barrar este processo e desmoralizar-lhes, fazendo valer o esforço do Papa e dos bons Bispos deste país em nos alertarem.

Em obediência à Sua Santidade, votarei na única possibilidade materialmente concreta de barrar o avanço do PT: dia 31 de outubro votarei Serra, 45.

É a minha declaração de voto.

2 comentários:

  1. Você votou no Serra.
    Interessante...
    Sabia que o Serra é socialista?
    E liberal?
    Não há um político verdadeiramente católico, então não se vota em ninguém, mas para cumprir a lei, é melhor votar em branco ou nulo.

    ResponderExcluir
  2. Desculpe, se fui grosseiro, mas é assim que faço: não tem opção boa para votar, voto em branco, é o menos pior.
    Em nenhum momento quis lhe criticar, queria apenas lhe alertar sobre o Serra, que não é nada católico.
    Quanto ao Plínio Corrêia, leia o livro do professor Orlando Fedeli, que denuncia a seita secreta que havia por detrás da TFP.
    Eis o link do livro:
    http://www.montfort.org.br/index.php?secao=veritas&subsecao=religiao&artigo=contra-pco&lang=bra

    ResponderExcluir